sexta-feira, 13 de novembro de 2009

A CRIAÇÃO DA MULHER 

Deus quis fugir da ociosidade
e do tédio de sua solidão...
Planejou em seus mínimos detalhes
a sua esplendorosa criação...
- Pôs em prática a sua engenharia
e descansou depois do sexto dia,
quando de barro já criara Adão.

Fez dele um soberano sobre tudo,
do que pra ser feliz fosse preciso,
mas no rosto de Adão, Deus não pudera
plantar o encanto pleno de um sorriso...
e buscando as razões dessa tristeza,
viu ainda incompleta a natureza,
viu ainda sem graça o paraíso.

Não é bom que ele seja solitário,
na triste insipidez que o domina...
Deus, então, lhe retira uma costela
para mudar de vez a sua sina...
Busca o fulgor que um novo ser requer
e esculpe, esplendorosa, uma mulher,
a tão sublime inspiração divina...

E o homem sorridente e fascinado,
mergulha a vida num deslumbramento...
Reconhecido se dirige ao Pai,
num gesto nobre de agradecimento...
Viu compensado o tempo de esperá-la,
viu que Deus esmerou-se ao planejá-la
e bendisse o divino esquecimento.

(José de Anchieta Batista)

Um comentário:

Isaac Melo disse...

Anchieta,

Bendito esquecimento, mesmo. Já imaginou o mundo sem elas...
Olha infelizmente não irei chegar a tempo em Rio Branco para o lançamento de teu livro, mas tenho certeza que será um sucesso.

Um grande abraço!